Coreografia, 2020

Numa conferência-performance intitulada Salário Máximo, apresentada na Assembleia da República Portuguesa, em Lisboa, em 2014, Vera Mantero dizia que a dança lhe parecia a arte menos apropriada para falar do que quer que fosse. Segundo a artista, seria mais simples vincular uma ideia concreta no cinema ou na literatura. Esta afirmação sustenta uma ideia comum de que a dança não pode falar, sendo, no entanto, uma metáfora para o pensamento. O aparente conflito que aqui se espoleta aponta para a relação entre política e poética, que poderia ser expresso na dicotomia entre escrita de texto — permeável à tradução — e composição de gestos, acções e movimentos.
Tal como imaginada por Raoul Feuillet no seu tratado do século XVIII, a dança seria primeiro redigida em papel, através do sistema de notação por si criado, e só depois interpretada e transposta para o corpo. Existia uma verdadeira separação entre uma idealização, escrita como lei, e uma realidade dançada, fruto de uma prática, no chão. O processo de transmissão seria como “dançar” uma língua e “falar” uma dança, um processo em que texto e corpo interagem numa lógica de negociação entre expressão e comunicação.

João dos Santos Martins, 29.7.2020

Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte2
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte3
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte4
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte5
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte6
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte7
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte8
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte9
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte10
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte11
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte12
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte13
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte14
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte15
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte16
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte17
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte18
©José Carlos Duarte
Coreografia João dos Santos Martins @José Carlos Duarte18
©José Carlos Duarte

↓CLIPPING

⌂ FICHA TÉCNICA

Coreografia: João dos Santos Martins
Interpretação: Adriano Vicente
Música e interpretação ao vivo: João Barradas
Texto: José Maria Vieira Mendes
Texto em LGP: Ana Sofia Fernandes
Luz: Filipe Pereira
Figurino:
Produção: Constança Entrudo
Produção executiva: Claraluz Keiser/Associação Parasita e Association Mi-mai
Co-produção: Alkantara, Associação Parasita, Centro Cultural Vila Flor, Materiais Diversos
Residências Artísticas: Alkantara, Centro Cultural Malaposta, Estúdios Victor Córdon, 23 Milhas - Ílhavo
Agradecimentos: Sandra Gorete Coelho

2023


28.01
Coreografia
João dos Santos Martins
Teatro Sá da Bandeira, Santarém
26.01
Coreografia (Versão Escola)
João dos Santos Martins
Santarém

2022


06.09
Prática de Coreografia
João dos Santos Martins
Encontro Contemporâneo de Dança / Espaço Experimental de Dança, Belém do Pará, BR
26.08
Prática de Coreografia
Com Elinilson Soares e Lucas Sol
Goethe Institut, Salvador da Bahia, BR
04.07
Coreografia
João dos Santos Martins
Planalto Festival / Ginásio da Escola Secundária, Moimenta da Beira
05.06
Coreografia
João dos Santos Martins
Sarau Parasita / Sede Sport Clube Povoense "Os Leões", Póvoa de Santarém
30.05
Com os alunos do Balleteatro
Coliseu Porto AGEAS / Porto
21.05
João dos Santos Martins
Coliseu Porto AGEAS / Porto
29.04
João dos Santos Martins
Centro Cultural Vila Flor / Guimarães
22.04
João dos Santos Martins
Cine-Teatro João D'Oliva Monteiro / Alcobaça
20.04
Coreografia (Versão Escola)
João dos Santos Martins
Centro Escolar de Alcobaça
08.04
João dos Santos Martins
O Teatrão / Coimbra
04.03
João dos Santos Martins
Teatro José Lúcio da Silva / Leiria
02.03
Coreografia (Versão Escola)
João dos Santos Martins
Escola Básica Porto do Carro
19.02
João dos Santos Martins
Centro Cultural Vila Flor / Festival END / Guimarães

2021


11—12.08
João dos Santos Martins
Farº Festival / Nyon, Suiça
28.05—11.09
João dos Santos Martins
Contemplar una superficie inestable / Casa Encendida, Madrid, Spain
05.02
coreografia – ADIADO
João dos Santos Martins
Guidance 2021 / Guimarães, Portugal

2020


20—21.11
coreografia
João dos Santos Martins
Alkantara Festival / Teatro Dona Maria II, Lisboa, Portugal
18.11
coreografia
João dos Santos Martins
Teatro Viriato, Viseu, Portugal
10—14.10
coreografia
João dos Santos Martins
Intermezzo / Pavilhão de vidro Campo Mártires da Pátria, Lisboa, Portugal
18—23.08
João dos Santos Martins
Moving/Image / Seoul Museum of Art, Seoul, Coreia do Sul