Leitura de Seres Vegetais, 2020

Leitura de Seres Vegetais: oráculos para o reencantamento da Terra

A proposta enquadra-se num processo maior de pesquisa, experimentação e conexão a decorrer na continuação da rede Terra Batida — uma rede de pessoas, práticas e saberes em disputa com formas de violência ecológica e políticas de abandono — e que resultará numa peça performativa em 2021. Dentro deste projeto, Ana Rita Teodoro participou numa residência em torno das questões da “terra” no Baixo Alentejo (Ourique, Mértola e Castro Verde).

O seu foco de interesse situa-se na degradação dos afetos, humanos e não-humanos, associados à paisagem e cultura alentejana. Uma degradação que encontra causa (entre outras) na descaracterização da paisagem alentejana e da sua diversidade pela propagação de monoculturas intensivas e super intensivas – paisagens puramente económicas que beneficiam apenas alguns poucos-ricos.

“Dreams often fail for lack of inspired interpreters.”* (Yemisi Aribisala)

Para onde escoa o encantamento da terra e da paisagem? Onde se fixou a imagem do deserto? Tendemos para uma visão opaca e monocultural? Onde se religa alimento e afeto? É preciso contar outras histórias, é preciso deixar outros seres falarem.

Leitura de seres vegetais: oráculos para o reencantamento da terra é uma proposta em forma de oráculo, onde uma pergunta lhe é colocada. O objetivo não se concentra na adivinhação do futuro, mas na observação atenta da soberania do ser vegetal, que é a sua forma, cor, textura, sabor, cheiro… Procurando através da conversa e da especulação colectiva resgatar do vegetal, possíveis respostas ou novas perspetivas às nossas perguntas.

Um trabalho em cumplicidade artística com Alina Ruiz Folini, concepção luminosa e quente de Leticia Skrycky e mãos de Sara Vieira Marques nas fanzines performativas.

Obrigada a todxs os que participaram nas leituras feitas até então: Márcia Lança, Carolina Campos, Vincent Richeux, Dimitri Rey, Bruno Caracol, Josefa Pereira, Alexandre da Silva, Rita Natálio, Rafael, Teresa Castro e obrigada a todxs os seres-vegetais que se deram à leitura.

 

Ana Rita teodoro leituras vegetais1
© Luisa Homem
Ana Rita teodoro leituras vegetais2
© Luisa Homem
Ana Rita teodoro leituras vegetais3
© Luisa Homem
Ana Rita teodoro leituras vegetais4
© Luisa Homem
Ana Rita teodoro leituras vegetais5
© Luisa Homem

parasita.eu/projecto/terra-batida/

2020


19—20.11
Terra Batida – Leitura de Seres Vegetais
Ana Rita Teodoro
Alkantara Festival / Teatro São Luiz, Lisboa, Portugal